quarta-feira, 13 de março de 2013

Dieta da proteína, seguida por várias famosas, pode causar mal à saúde

Segundo médica, há perda muscular, mas não de gordura. 'Costumo dizer que é comum termos 'magros gordos'', diz a Dra. Suzete Motta.

 Proteína (Foto: Getty Images) 
Cortar totalmente os carboidratos da dieta favorece a uma perda de peso enganoso: perde-se músculos, não gordura corporal, diz a médica Suzete Motta (Foto: Getty Images)
Não faltam famosas que volta e meia dizem ter aderido à dieta da proteína, aquela que corta 100% os carboidratos. Recentemente, Bárbara Evans perdeu 10 quilos à base de grelhados, sashimis e saladas, e foi logo seguida pela mãe, Monique Evans, que enxugou oito quilos da silhueta com o mesmo regime. A cantora Mariana Belém também entrou na onda, e já deixou para trás sete quilos. Mas, afinal, será que esta dieta é saudável?
Segundo a Dra. Suzete Motta, médica com prática ortomolecular e formação em estética, na ausência do carboidrato, o corpo utiliza as proteínas como fontes de energia e um pequeno percentual de gordura, o que pode aumentar o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes, além de promover vários efeitos colaterais como mau hálito, tontura, cansaço, fraqueza e perda de memória.
Mariana Belém e Bárbara Evans (Foto: Instagram / Reprodução - Marcos Serra Lima / EGO) 
Mariana Belém e Bárbara Evans estão entre as
famosas que aderiram à dieta das proteínas, não
indicada pela médica
De acordo com a médica, uma dieta sem carboidratos pode favorecer na perda rápida de peso enganoso. Explica-se: diminuindo o percentual de massa magra (músculo), pesa-se menos. Porém, isso não significa ter perdido gordura adequadamente, e a longo prazo as pessoas voltam ao peso anterior ou até acima . “Conforme a pessoa perde massa muscular,  ganha flacidez e aumenta o percentual de gordura corporal. Costumo dizer que é comum termos 'magros gordos'", diz. "Os carboidratos são indispensáveis para manter a saúde, pois são fonte importante de energia. Ninguém aguenta comer somente proteína e gordura por muito tempo".
Como não recebe carboidratos, o organismo utiliza a reserva de glicose armazenada no fígado e nos músculos, e depois a gordura do corpo. “Após o organismo utilizar a gordura do corpo para obter energia, substâncias são liberadas na corrente sanguínea, que exigem maior ingestão de líquidos para serem eliminadas pelos rins. O fígado começa a trabalhar mais por sentir falta de glicose. Todo esse processo induz a perda de peso rápida, o que não tem a ver com percentual de gordura. A pessoa também pode se sentir fraca, com raciocínio lento e mau humorada por não ter energia adequada”, conta a médica.
Carboidratos (Foto: Getty Images) 
Carboidratos são fontes de energia e devem ser
ingeridos diariamente, diz a médica Suzete Motta

Quem quer perder alguns quilinhos e enrijecer o corpo, explica a doutora, não deve cortar os carboidratos do prato. “As proteínas e carboidratos são necessárias para o funcionamento correto do corpo. Caso esses alimentos sejam restringidos da alimentação, o corpo não terá energia suficiente. O prato de todas as refeições deve ter carboidratos, proteínas, verduras e legumes. Para não cair na cilada das dietas milagrosas que prometem a perda rápida de peso e afetar sua disposição e sua saúde, procure reeducar seus hábitos alimentares. Essa é a melhor forma de perder gordurinhas continuando saudável".

Nenhum comentário: